Segmento ou seguimento; haver ou a ver; existir concorda com o sujeito.

Segmento – Seguimento

Faço parte de alguns grupos e tenho visto que as pessoas têm boa vontade, inteligência, coragem, disposição para o trabalho e para ajudar sempre. Daí o sucesso, inclusive material, chega para elas, mais cedo ou mais tarde. Mas, às vezes, aparecem uns erros de português que poderiam e deveriam ser evitados.

Vamos esclarecer alguns pontos importantes.

Para meus amigos, gostaria de esclarecer que a palavra ‘segmento’ é muito diferente de ‘seguimento’.

Segmento é uma parte, uma seção, uma porção.

Exemplo: Um nicho de mercado é um segmento. Uma classe econômica ou religiosa é um segmento.

Agora, seguimento é uma palavra que se origina no verbo seguir, portanto o sentido é de continuação.

Exemplo: Dar seguimento às políticas do antecessor. Não dar seguimento aos estudos.

 

Haver – a ver

Haver é sinônimo de ter, existir. Como já vimos em outras ocasiões, a conjugação do verbo haver é bem particular.

O erro que eu gostaria de abordar é o seguinte: o uso do haver (verbo) no lugar da expressão ‘a ver’ que significa relação.

Quando uma coisa tem relação com outra, dizemos que ela tem a ver, está de acordo, combina.

Exemplo: A roupa que ela estava usando não tinha nada a ver com a situação.

O exemplo que ele deu não tinha nada a ver com o assunto.

 

Existir.

O verbo existir, sinônimo de ter e de haver, precisa ser conjugado e deve concordar com o sujeito.

Está correto falar e escrever: Há muitos livros na estante ou tinha vários gatos no telhado. Houve alguns problemas com a segurança. Tem gente na cozinha?

Então, depois de treinarmos o uso do verbo ter e haver na forma impessoal, aparece o verbo existir.

Aí o caso muda de figura e devemos, sim, concordar com o sujeito. Vejamos:

Existem muitos casos de fraude em processos do INSS.

Naquela propriedade existiam milhares de pés de café.

Nos dias de hoje existem várias marcas de smartphones à venda no Brasil.

Dizem que existem muitos empregos que não são preenchidos por falta de qualificação profissional dos candidatos.

 

Vamos ficando por aqui. Se existirem perguntas, dúvidas ou sugestões, por favor, deixem registradas nos comentários, e responderemos com prazer.

Muito obrigada.

 

Deixe uma resposta