Preferir é seguido de ‘a’ ou ‘do que’?

Preferir é seguido de ‘a’ ou ‘do que’

 

Passeando pelo Facebook, encontrei a ilustração abaixo. Na sentença existe um erro grave, mas muito comum. Vamos ver?

Preferir a

Correção da frase:
“Eu prefiro tomar cerveja do que tomar conta da vida dos outros”
Eu prefiro tomar cerveja a tomar conta da vida dos outros.

O verbo preferir em si já indica uma comparação e o significado de preferir é gostar mais, dar preferência a algo em relação a outra coisa. Normalmente usamos o verbo preferir para expressar uma escolha.

O verbo preferir é bitransitivo, tem objeto direto e objeto indireto. Mas o que introduz o objeto indireto é a preposição – a – e não a expressão – do que.

Vamos ver um exemplo: Eu prefiro chá a café.

Sujeito – Eu;

Verbo – Prefiro;

Objeto Direto – Chá;

Objeto Indireto – Café.

Assim sendo, a frase da ilustração acima ficará correta se utilizarmos da seguinte forma:

Prefiro tomar cerveja a tomar conta da vida dos outros.

Também quero alertar para que não incorram em outro erro muito comum e dizer: ” Eu prefiro muito mais…”

Essa é uma redundância, uma repetição errada, uma vez que o verbo preferir já indica uma comparação dessa natureza, conforme expliquei acima.

“Ela prefere muito mais usar rasteirinha do que sapatos de salto alto”. A frase está completamente errada. E duplamente errada.

Para acertar, diga: Ela prefere usar rasteirinha a sapatos de salto alto.

Se você tiver alguma dúvida ou pergunta, escreva um comentário abaixo e responderei o mais rapidamente possível.

Gravei um vídeo com as explicações, veja:

Temos um Grupo no Facebook – chamado Viagem ou Viajem – Dicas de Português, junte-se a nós !

2 comentários

Deixe uma resposta