photo estilo1_zpssv583kcn.jpg Visite Nossa Loja Virtual

Morfologia em português e Substantivos

Morfologia em português e Substantivos

O estudo da formação, estrutura e classificação das palavras é a morfologia.  O nome pode parecer difícil ou estranho no nosso vocabulário atual. Mas podemos usar algumas analogias para entendermos direitinho, apesar da nomenclatura.

Usamos as palavras para formar frases na comunicação. Imaginemos uma situação de restaurante. Vamos encontrar os instrumentos para fazermos uma refeição. Temos as mesas, cadeiras, toalhas e guardanapos, pratos, talheres, copos, etc.

O mesmo acontece com as palavras, são instrumentos, temos vários tipos e a classificação delas é a seguinte:

Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.

Nesta aula vamos falar sobre os substantivos ou nomes.

 

Substantivos

 

Substantivos são palavras variáveis que nomeiam todos os seres, pessoas, objetos, lugares, ações, qualidades, estados e sentimentos.

Pessoas – João, Antônio, Maria, menina, professor.

Seres – borboleta, cachorro, gato.

Objetos – chave, notebook, celular.

Lugares – céu, praia, cidade, estrada, rua, casa.

Ações – viagem, trabalho, entrega, venda, compra.

Qualidades – honestidade, beleza, força.

Estados e Sentimentos – cansaço, sono, fome, doença, saúde, vaidade, emoção.

 

Substantivos comuns

 

São aqueles que designam os seres, objetos, lugares, etc. de uma mesma espécie de forma genérica.

Carro, cidade, areia, cachorro.

 

Substantivos próprios

 

São aqueles que designam um ser, objeto ou lugar de uma categoria de forma específica.

São Paulo é um substantivo próprio da espécie – cidade.

Grafamos os substantivos próprios com inicial maiúscula. Pedro, Amazonas, Tietê, Paris.

 

Substantivos concretos

 

Seres e objetos que têm existência própria e são independentes de outros seres para sua existência são chamados substantivos concretos. Designam seres do mundo real e do mundo imaginário também.

Exemplo (mundo real): mesa, poste, cachorro, carro, Londres.

Exemplo (mundo imaginário): fantasma, espírito, saci.

 

Substantivos abstratos

 

Os substantivos abstratos designam estados, qualidades, ações e sentimentos dos seres, dos quais podem ser abstraídos, e sem os quais não podem existir.

Beleza ou feiura não existem sem um suporte de uma pessoa, só existem se forem manifestadas por alguém.

Outros exemplos – vida (representa estado), rapidez (qualidade), saudade (sentimento), viagem (ação).

Formação dos substantivos

 

Eles podem ser primitivos ou derivados.

Primitivos são aqueles que não se originam de outra palavra da língua portuguesa. Exemplos: sapato, mulher, mão, pedra.

Derivados são aqueles que se formam a partir de outras palavras da língua portuguesa. Exemplos: sapateiro, mulherão, manual, pedreiro.

 

Os substantivos podem ser também simples ou compostos.

Simples são aqueles formados por apenas um radical. Exemplos: pedra, pedreiro, jornal e jornalista.

Compostos são aqueles formados por dois ou mais radicais. Exemplos: pica-pau, passatempo, aeroviário e homem-bomba.

Depois de percorrermos todas as classes de palavras, introduziremos os exercícios com respostas.

 

14 comentários

Deixe uma resposta